História

O Instituto de S. José é propriedade da Congregação das Irmãs de Santa Doroteia. Esta Congregação Religiosa foi fundada em Quinto - Génova, em 1834, por Paula Frassinetti.  A finalidade da Congregação nascente era a Educação. À  medida que o conceito de educação foi evoluindo, a Congregação foi alargando a sua proposta educativa a outros espaços e a outras atividades.


A  15 de Janeiro de 1878,  sob a orientação das Irmãs Doroteias,  ainda em vida de Paula Frassinetti, foi fundado o Colégio de S. José (hoje Instituto de S. José), em Vila do Conde, dedicado à educação das meninas das diferentes classe sociais.
Em 1903 foi  transferido para esta Casa  o Noviciado,  até aí em Lisboa, a fim de  acolher as jovens que queriam consagrar a sua vida totalmente a Deus, ao serviço da Educação, na Congregação das Irmãs Doroteias.   
Em 1907,  para  maior sossego e segurança, foi também  transferida para Vila do Conde a Casa Provincial, tornando-se assim, Vila do Conde, o centro da Congregação em Portugal.


Em 1910, com a implantação da República, dá-se a expulsão de todas as Ordens e Congregações Religiosas de Portugal. Consequentemente, as Irmãs abandonaram  o  edifício e o Colégio fechou as portas durante vinte anos. Reabriu  a 14 de Outubro de 1920.


No dia 29 de Setembro de 1949,  mercê de várias circunstâncias, o Colégio de S. José fecha de novo as suas portas.
Em 1953 a casa é posta  à venda,  porém não apareceram  compradores  e a população vilacondense  reclama o regresso das Irmãs Doroteias.


Em 1955 as Irmãs Doroteias regressam  não para reabrir o Colégio mas antes para dar início a uma obra assistencial.
Em 1958 são elaborados os Estatutos do Instituto Familiar e Profissional de S. José, Estatutos estes que são aprovados pela Direção Geral da Assistência em 9 de Fevereiro de 1959,  contemplando  as seguintes  áreas:

  • Jardim de Infância
  • Atividades de Tempos Livres
  • Oficinas de Costura e de Malhas em ordem à preparação profissional de jovens
  • Colónias de Férias no Verão


Em  11 de Setembro de 1978 são aprovados os novos Estatutos que aperfeiçoam os primeiros e o Instituto Familiar e Profissional de S. José passa a chamar-se Instituto de S. José e começa a receber crianças de ambos os sexos.
Em 1982 os  Estatutos são de novo revistos e aperfeiçoados, precisando bem o âmbito da ação educativa do Instituto de S. José e clarificando ainda mais a sua finalidade.


Em 20 de Julho de 1983 o Instituto de S. José é registado no Livro de Fundações de Solidariedade Social.


Ao longo da década 90, as Oficinas de Costura e de Malhas e as Colónias de Férias no Verão deixaram de existir, permanecendo apenas as duas Respostas Sociais: Jardim de Infância e Atividades de Tempos Livres para alunos do 1º Ciclo.
Em  Setembro de 2010, o Instituto de S. José, atento às necessidades da população, alargou a sua resposta social abrindo um novo espaço educativo para crianças dos zero aos três anos. Para tal, foi necessário construir um edifício novo destinado à  Creche, após ter sido submetida em 2007 uma Candidatura ao Programa PARES.


Presentemente são três as Respostas Sociais do Instituto de S. José: Creche; Jardim de Infância e Centro de Atividades de Tempos Livres para alunos do 1º , 2º e 3º Ciclos.

Sunday the 15th. Instituto São José - Congregação das Irmãs do Instituto de Santa Doroteia
Ao continuar a navegar no site, você concorda com a nossa política de cookies.
Concordo